1 de julho de 2012



Sinto algemas em minhas mãos, que não me deixam sair do lugar.
Quero me libertar desta triste sina, mas tudo que consigo é atingir alguns passos além, além do que essas correntes conseguem alcançar.
Meus pensamentos quer conhecer o que há de iluminado existente nesse mundo, porque até agora só conheço a escuridão e sua negritude.
Alguém pode me escutar, alguém pode me dizer o que fazer ? Alguém pode ao menos se lembrar de mim. Alguém, ao menos existe alguém ?!
Estou só e ao mesmo tempo não estou, a solidão é minha companheira, ela está ao meu lado, a cada vez que olho para os lados, parece até que conversa comigo.
As correntes são fortes, e tenho a sensação que jamais irão se desfazer. Talvez meu destino seja morrer aqui, e se tornar mais pó nesse chão sujo.
Estou presa nos piores sentimentos possíveis, uma vez que pude ter chance de sentir algo bom, logo o que há de ruim em mim, expulsou para fora.
O que guardo são somente frias memórias, onde só há lágrimas. Nenhum sorriso resistiu, foi embora.
Cansei, vou me entregar a essa monotonia de vez, e assistir a cada dia mais minha vida se esvaecer. Sinto a morte por perto, ela deixa rastros e sinais para mim. Acho que ela quer vir na hora certa, quando não se ouvir mais nenhum ruído, só haver silencio. Eu estou escutando, seus passos lentos, só para que eu fique mais ansioso. Já está quase aqui. O que posso fazer, é apenas me aquietar. O silencio sepulcral já se faz presente. Só falta ela fazer o que deve ser feito.

1 comentários:

Karine Tavares disse...

Teu blog é ótimo. Parabéns!
Vem conhecer o meu:

leiakarine.blogspot.com

Postar um comentário

 
Design by Wordpress Theme | Bloggerized by Free Blogger Templates | free samples without surveys