29 de março de 2011

Eternamente sua .

Autora: Hanansa Batista

Lá estava ela, se preparando para o grande dia! Depois de meses, aflita, sem saber o que fazer,  decidiu se declarar! 
Estava determinada a contar a ele o que sentia; uma festa entre amigos iria acontecer e lá eles iriam se encontrar. Ela estava inquieta, com medo de algo dar errado, mas confiante, continuou a se arrumar.
Chegando na festa, todos a cumprimentaram, inclusive ele. 
Bem vestida, por onde passava, chamava atenção de todos presentes. Tomou coragem e foi ao encontro dele, para falar sobre seu amor.
Chamou-o em canto e começou a lhe contar! Disse que estava apaixonada e que ao lado dele sempre queria estar.
Ele a olhou nos olhos e ficou em silêncio, virou as costas e disse que não era o que queria para si. Falou que tinha uma imagem a prezar e não poderia ser visto com alguém fracassada como ela.
Naquele momento, os olhos da moça se encheram de lágrimas, seu coração estava em pedaços e seus sentimentos em conflito. Sem pensar, ela saiu correndo daquele lugar.
Chorando muito, ficou vagando pela noite, até que foi surpreendida por duas motos. Nelas haviam dois elementos encapuzados. Eles a cercaram, e um deles apontou um revolver para sua cabeça, aos berros, eles disseram a garota, para passar todo seu dinheiro, em desespero, ela gritou, dizendo que não havia dinheiro algum!
Eles inconformados, falaram para moça, que seu fim estava por vir.
 Chorando, a menina implorou por misericórdia, mas os dois não deram atenção. Com um tom de ironia, mandaram ela dizer suas ultimas palavras.
Já sem esperanças, ela respirou fundo, secou suas lágrimas e com doçura disse, que sempre estaria ao lado dele, mesmo que não quisesse sua companhia!
Os assaltantes, sem entender o por que daquela frase, debocharam. Olharam para ela e o que estava com o revolver  lhe deu um tiro! 
Um tiro que varou seu peito. E sem pestanejar foram-se logo em seguida.
 A jovem caiu no chão e a ultima coisa que viu, foi a imagem de seu amado, que foi sumindo, sumindo ... , até ficar na completa escuridão.
No dia seguinte, o celular dele tocou. Como de costume, esperou tocar três vezes e depois atendeu, era um amigo, dizendo que tinha uma péssima noticia, ele, espantado, perguntou o que era, o amigo contou, que na noite anterior, quando ela saiu em desespero da festa, foi abordada por assaltantes, como não havia nada de valor com sigo, acabou levando um tiro no peito e morreu no local.
Naquele instante, o jovem ficou em estado de choque, o celular caiu de sua mão e uma lágrima escorreu de seu rosto.
Ele ajoelhou no chão e começou a chorar. Estava se sentindo culpado, queria voltar atrás! Depois de um bom tempo deitado em sua cama, refletiu no que havia feito. Se deu conta de como era fútil! Enfim, ele a amava, mas preferiu ficar com a vaidade ao invés de declarar ao mundo o que sentia!
Lentamente, caminhou até a cozinha, pegou uma faca e voutou para o seu quarto, sentou-se na cama novamente, respirou fundo e começou a dizer 
" Do que adiantava ser o mais popular, o mais bonito, se não podia viver feliz com sua amada! Pegou a faca e começou a cortar seus pulsos. "
A beira da morte, ele ouviu uma voz feminina em seu sub-consiente, parecia ser ela, dizendo para que ele não fizesse aquilo. Seus pulsos pararam de sangrar e os cortes que haviam neles, haviam sido curados.
Sem forças, ele acabou desmaiando, quando acordou, estava em uma cama de hospital e ao seu lado, estava sua mãe e um médico, o  médico olhou para ele e falou que por pouco não havia morrido, comentou que o jovem tinha perdido muito sangue e não sabia como ele ainda estava vivo. 
Antes de sair do quarto, o doutor sorriu para o garoto e disse que um milagre o salvou!
Ele abaixou a cabeça e seus olhos se encheram de lágrimas, foi então que agradeceu ao médico e a mãe que estavam a seu lado e pediu um tempo só.
Com dificuldade, levantou e foi até a janela do quarto, olhou para o céu, que estava estrelado aquela noite, notou que o brilho das estrelas era o mesmo dos olhos de sua amada, então sorriu.
Fechou os olhos e sussurrou as palavras, " muito obrigado!"
Depois daquela noite, tudo voltou ao que era antes. Ele tocou sua vida em frente, mas sem se esquecer o significado de um verdadeiro amor!

0 comentários:

Postar um comentário

 
Design by Wordpress Theme | Bloggerized by Free Blogger Templates | free samples without surveys