25 de novembro de 2010

Ferida que jaz em mim

Autora :  Danny Soares 

Quantas coisas acumuladas em minha memória, pensamentos que luto para que me provoque o esquecimento, e depois de tantos apelos ás minhas lembranças, vejo que elas não podem ser apagadas...
Frustrante ,  um apelo incontrolável para que todo meu passado fosse diluido ou escorrece como a água da chuva que cai e vai embora , mas isso só vive mais em mim .
Na tentativa de afastar tudo aquilo, tenho que lembrar de cada instante, e me pego recordando .
Eu saberia quando tudo aquilo já não me fizesse tão mal, em pensar, que já havia me feito tão bem; Estranho como as coisas mudam  repentinamente em nossas vidas, como apesar se tentarmos, nunca temos opiniões formadas e fortes suficientes que não  ser mudadas ao longo da vida.
No fim de todas as tarde quando o sol já perdia seu poder de efeito sobre meus olhos,
 eu subia as escadas até meu antigo quarto, o escritório de meu pai não era um lugar tão aconchegante, e os papéis sobre a mesa e a cadeira de couro deixava o lugar ainda menos agradável, mais, ainda sim havia se tornado o auge de minhas lembranças, onde havia uma janela bem ao centro da parede.
Fútil não  ? mas, o que eu poderia querer mais, aquela casa era onde eu passava toda minha vida,
 e akela janela er a unica coisa que me fazia feliz por alguns instantes .
Era tão ótima e perfeita minha vida ao seu lado, pelo menos era oque eu acreditava fervorosamente .
Nesta mesma janela onde me encontro derramando em lagrimas eu esbanjava sorrizo a ele , que estava lá embaixo, que tinha como seu tesouro um olhar , iso já era suficiente pra que uma onda de sentimentos tomasse conta de mim .
Nos vermos encondidos era algo que me atormentava, já não bastava ele diser que me amava,
eu nao saberia se era sincero o suficente,  ele nao poderia diser estas palavras tão convictas estando com outra, em pensar que  todo aquele discurso meramente ensaiado já havia sido usado , aliás estava sendo usado .
Me julgara tão forte e  decidida, tão dona da verdade aponto de ninguém poder passar sobre mim ; engano ,
é facil se auto denominar sem passar por uma prova antes , essa prova teria vindo  mais rápido do que eu imaginava, talvez tão rápido que nao pudesse me preparar para ela.
Estupida! me pegava ajoelhada aos pés da cama, tapando a cara com as mãos, como se quizesse me esconder, e eu realmente esperava que algo acontecese e me tirasse de tudo aquilo que eu julgara ser tão facil de resolver .
Atitude, eu realmente precisava disso , sempre tive isso, mais agora nem sei mais ...  talvez eu apenas acreditava ter . As pessoas á fora sempre com as mesmas opiniões que antigamente eu também as tinha, mal sabem elas que isso é pior doque
se você estivesse prestes a ser decapitada, uma agonia, e dor, misturadas a repulsa de si mesmo, acho que iso era o que me mais me descrevia
naquele momento.Enquanto me ausentava daquilo que descrevia como amor,  a coragem e determinação tomavam conta de mim , mas isso custava a durar asim que o via embaixo daquela janela em meu quarto . As veses tocava no assunto e esperava por respostas concretas, mas suas unicas palavras eram  que ele estava comigo, e que me amava,e isso era o que importava . Então me esquecia de todo o resto e aproveitava aqueles ultimos instantes,  temia por ter que deixalo
e  não viver tudo aquilo denovo, nunca mais...
Mais eu não sabia que mesmo eu não interrompendo,  algo iria acabar com isso, e nao seria eu  .
' Isso foi tudo que pude te dar, algumas palavras que você desejava ouvir'
Ele não voltou (...)
Ele seguiu sua vida,  para onde ?
Gostaria se saber, talvez isso amenizasse minha dor,  mas as veses acho que isso só pioraria, saber a resposta pode ser algo mais frustrante do que tudo isso que passei  . Saber onde ele estava talvez me deichasse melhor, mais saber com quem estava me faria em pedaços, apenas destroços .
 Desliguei-me de tudo e todos, e me negava a dormir  naquele quarto, sabia que iso não me faria melhor, mais não poderia me fazer pior , pior doque eu estava e me encontrava .
Em mim eu sabia que ele estaria para sempre, até meu ultimo suspiro de vida, até minhas utlimas palavras e minha ultima gota de lágrima .
Olhando a esta mesma janela pendurei uma corda,  eu só espero que ela leve para longe as marcas que  ele me deixou .

2 comentários:

Anônimo disse...

muuuiTo bHom *--* Ah...ContInue assim ÓOO...

Thacio disse...

muito bom mesmo,me comoveu ._.

Postar um comentário

 
Design by Wordpress Theme | Bloggerized by Free Blogger Templates | free samples without surveys